A RESSURREIÇÂO é uma obra em arte grafite do artista Jose Miranda selecionado para integrar a exposição “L’ Arte Tutela La Natura e L’ Umanità”.
É um privilégio acompanhar este magnífico trabalho com um poema da minha autoria.

Aleluia!

Irrompe o corpo, a luz e o espanto
Renascemos naquela hora
E de boca em boca passou a boa nova
Um cântico de amor profundo
Humano e divino.

Celebramos a palavra propulsora
Chama sagrada e vivaz
E um hino de alegria a cada aurora.

E nas feridas da humanidade
Buscamos a harmonia do universo
E derramamos lágrimas numa pintura
Ou no olhar puro e livre
De um verso.

E em cada botão de primavera
Há um eco de aleluia
Insubmisso.

……

Aleluia! (mirandês)

Zbirota-se, la lhuç i l spanto
Renacemos naqueilha hora
I de boca an boca passou la Buona Nuoba
Cantiga d’amor fondo
Houmano i debino

Celebramos la palabra criançosa
Chamatilho sagrado i bibo
I un hino d’alegrie a cada alborada

I nas parchacas de l’houmanidade
Buscamos l arreglo de l ouniberso
I derramamos lhágrimas nua pintura
Ou ne l mirar puro i lhibre
Dun berso

I an cada gromo de primabera
Hai un retombo d’aleluia
Que ressona.

………

Hallelujah! (italiano)

Il corpo, la luce e
lo stupore
Siamo rinati in quel momento
E di bocca in bocca ha continuato
buone notizie
Una canzone di profondo amore
Umano e divino.
celebriamo il
parola guida
Fiamma santa e vivace
E un inno di gioia a
ogni alba.
E nelle ferite dell’umanità
cerchiamo l’armonia
dell’universo
E versiamo lacrime
in un dipinto
O nello sguardo puro e libero
Da un verso.
E in ogni germoglio primaverile
C’è un’eco di alleluia
non sottomesso.

Teresa Almeida Subtil